7 de Fevereiro será o dia de Moçambique na Expo Dubai 2020, a decorrer até 31 de Março de 2022. O país optou por escolher para tema um desenvolvimento duradouro apostado nas gerações vindouras. A Exposição Universal abriu a 1 de Outubro no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

 

A Exposição Universal do Dubai devia ter ocorido em 2020. Apesar do adiamento, devido à pandemia de Covid-19, acabou por manter o nome (Expo Dubai 2020), não obstante ter aberto apenas a 1 de Outubro de 2021.
A pandemia tem assolado o evento. Os pavilhões da Guiné-Bissau e de Angola na Expo Dubai 2020 estão em quarentena devido a casos de Covid-19.
Como é que as delegações presentes no evento, a decorrer nos Emirados Árabes Unidos até 31 de Março do próximo ano, estão a lidar com os constrangimentos ligados  a esta situação ?
Esta a pergunta que colocámos a Gilberto Cossa, comissário geral adjunto de Moçambique na Exposição Universal.
"É um problema geral, quando se isso acontece num pavilhão é um problema de todos nós. As autoridades sanitárias estão a tomar medidas de precaução que ajudam-nos bastante. Tendo em conta que nós temos o dever de fazer o teste de 46 em 46 horas, isso ajuda bastante porque quando há detecção de qualquer infecção que seja imediatamente isolada. De um modo geral penso que as pessoas não estão com esse receio de que possam apanhar essa infecção, mas estão com todas as condições criadas para que haja prevenção e haja respeito pelas regras definidas pelas regras sanitárias. A Expo está-se a realizar num momento muito difícil para todas as nações. E calculo que, até ao momento, tudo é positivo. "
Quanto ao pavilhão moçambicano ele tem por tema o desenvolvimento duradouro, apostando numa lógica em prol das gerações vindouras.

Gilberto Cossa, comissário geral adjunto de Moçambique na Exposição Universal, explicou-nos o tema seleccionado para esta edição da Exposição Universal.

"O nosso tema tem a ver com o futuro: Gestão sutentável da natureza, o melhor legado para as gerações vindouras. É uma narrativa dos sectores de desenolvimento do nosso país, desenvolvidos pelo governo. Que é a agricultura, a energia, as infra-estruturas e o turismo. Que todos estes sectores sejam desenvolvidos de uma maneira sustentável, de uma maneira equilibrada com a natureza."


Post a Comment